Medo de sentir medo

A maioria das pessoas não se conhece. Afirmo isso com a certeza de que estamos todos em busca de autoafirmação, a boa e velha ideia do “ser quem você é”, mas raramente estamos dispostos a enfrentar as dificuldades que este processo nos traz.
A vida é um amontoado de experiências que podem ser melhor vividas se nos lembrarmos que não há garantias. Nunca. Para situação alguma. (sei que é duro lembrar disso, mas é preciso!).
E a ilusão de que ir por determinado caminho é mais “garantido” pode ser uma grande tragédia pessoal, principalmente quando falamos de relacionamentos amorosos.

Amar de verdade no fundo do coração, para algumas pessoas significa entrar em pânico!
“A pessoa é muito encantadora, mas eu prefiro não me envolver, pois tenho medo de amar e não ser correspondido” – foi o que ouvi outro dia e de tanto martelar na minha cabeça me faz escrever aqui para compartilhar com vocês.
Amar causa medo em algumas pessoas, por mais que possa parecer contraditório. Medo de sofrer, de ser rejeitado (a), medo de arriscar e “não dar certo”, medo de ter uma expectativa diferente, medo de ser abandonado….. Estes fantasmas mentais roubam a coragem de amar e a transforma em covardia, o que neste caso significa abandonar o amor e procurar por garantias, que não existem.
O medo de sentir medo impede a liberdade de ser quem você é. E a única forma de resolver este conflito emocional é conhecer o medo, lidar com ele, perceber, elaborar os sentimentos que ele causa e aos poucos entender que evitar sentir o medo não impede que ele apareça. Este é o processo de maturidade emocional que somente o autoconhecimento é capaz de nos proporcionar. Conheça a si mesmo e seja, então, quem você é.

Related posts

Leave a Comment