Manter coisas boas na vida

manternavida

A vida é cheia de obstáculos e dificuldades e sabemos disso. Involuntariamente temos que lidar com situações que não são prazerosas, seja no convívio com as pessoas, seja na lida com problemas, seja resolvendo os percalços pelos quais todos nós passamos. A vida é assim e apesar disso eu arrisco imaginar que se somente houvessem coisas boas, seríamos tomados por uma certa dose de tédio, não é mesmo?

Será a maneira como cada um lida com seus problemas que irá nos diferenciar em relação à alegria de viver. Os que lidam de maneira mais equilibrada, serão mais bem sucedidos em relação ao resultado final, o que causará mais prazer. Os mais desequilibrados, e aqui lembro que todos podemos nos desequilibrar de vez em quando, terão um resultado mais frustante e menos satisfatório.

Por isso, manter coisas boas na vida é a tarefa que precisamos desenvolver, já que as coisas ruins nem sempre são mantidas por nossa vontade e nosso desejo. Gostar do que é ruim ou do que é um desprazer não é (ou não deveria ser) uma escolha, mas sim um enfrentamento. Enfim, mais um tema para outro post.

Pensar sobre manter coisas boas na vida, nos leva a uma reflexão interessante sobre como nos observamos e sobre como mantemos as situações que nos causam prazer. Hábitos do dia a dia podem ser agradáveis mesmo que sejam pequenos gestos que façam bem. Criar estes hábitos é uma atitude voluntária, é preciso querer ter mais situações agradáveis, mais relacionamentos saudáveis, mais alegria na vida. Por querer, numa ação consciente e voluntária, a atenção se volta para as pequenas brechas de tempo em que é possível ler algo interessante, falar com alguém importante, tomar uma xícara de seu café ou seu chá predileto. Manter hábitos que fazem bem, no sentido de fazer você feliz, aumentam a autoestima e traz sensação de viver bem, que nos aproxima do que chamamos de felicidade.

E você já pensou sobre o que lhe faz bem? Você tem feito coisas que lhe são boas?

Pense nisso e se concluir que não tem conseguido ter prazer ou se sentir bem na maior parte do tempo, procure ajuda especializada. Uma boa psicoterapia breve muitas vezes revolve a dificuldade em encontrar o que é bom para você. Em casos mais sérios, onde a pessoa perde realmente a vontade em muitos setores da vida, a busca por bons profissionais vai resultar em um tratamento de sua saúde física e emocional.

Ter prazer e manter coisas boas na vida deveria ser matéria obrigatória nas escolas e dar atenção a este assunto, deve ser muito importante para que a vida tenha mais alegria.

E você, tem feito coisas boas? Quer comentar?

 

 

 

 

Related posts

Leave a Comment