Aceitar as diferentes opiniões

Já passou pra pensar em como você tolera as diferenças?

Como é para você quando você pensa ou age diferente das pessoas com quem se relaciona?

Ou ainda, como você aceita a diferença de opinião ou atitude dos outros em relação a você?

Refletir sobre isso de vez em quando, pode ser libertador e trazer para as nossas relações um clima mais amistoso, mais sincero e até mais afetuoso. Relacionar-se com afeto é mais prazeroso, certo?

Cada um de nós tem uma educação diferente, mesmo quando somos da mesma família. Nossas bases culturais, sociais, ambientais são diversas e nos trazem referências que quase sempre divergem das de outras pessoas. Por outro lado, sabemos que para nos relacionar de forma harmoniosa devemos entender e aceitar as opiniões dos outros, mas nem sempre conseguimos manter este comportamento como um hábito.

Precisamos nos relacionar e quando o outro pensa ou age diferente de nós, nos ressentimos e isto pode levar a discussões, brigas e afastamentos que apenas colaboram para nos fazer sofrer e atrapalhar nossos relacionamentos.

Quando nos deparamos com as diferenças, uma das atitudes que podemos ter é tentar enxergar a situação por outros ângulos, considerando a opinião da pessoa com quem interagimos.

Olhar do ponto de vista do outro e tentar ampliar a nossa percepção sobre o assunto, faz uma enorme diferença na conversa, principalmente se a pessoa for alguém importante para nós.

Parece muito simples pensarmos nisso, mas na vida e na interação com o outro, não é. Acabamos brigando, nos estressando e nos aborrecendo por conta das diferenças e por uma outra dificuldade que é comum dos relacionamentos, a nossa incapacidade de ouvir.

Ouvir é um dom! A escuta atenta e afetiva, aquela que espera que o outro expresse tudo o que pensa com calma e sem interrupções, que acolhe o que ouve sem críticas, que consegue respeitar a opinião de quem fala é um privilégio de poucos, principalmente nos dias de hoje, quando nos sentimos os “donos da verdade”.

Portanto, parar de vez em quando para pensar e priorizar este assunto, deve ser fundamental para quem quer crescer como pessoa e evoluir como alguém que mantém relacionamentos saudáveis na vida, não é mesmo?

Então, desta vez eu proponho que você pare para pensar nisso e ao conversar com alguém que pensa diferente de você, tente enxergar de outros pontos de vista. Entenda que nem você, nem a pessoa são perfeitos e que ambos podem ter argumentos que são verdadeiros, reais, mas divergentes. E tudo bem!

Aceitar as diferenças, mesmo quando falamos em política ou religião, é uma grande oportunidade de aprendermos outros pontos de vista e pode nos ajudar a evoluir individualmente e em sociedade, coisa que aliás, estamos precisando bastante atualmente, não é verdade?

 

 

Related posts

Leave a Comment